Pular para o conteúdo principal

Alimentação para Provas ou Treinos Longos de Ciclismo

 Alimentação para Provas ou Treinos Longos de Ciclismo



O  texto abaixo foi escrito pelo vitorioso Ciclista Márcio May. Contém dicas importantes sobre a alimentação voltada para competições ou treinos longos de ciclismo: antes, durante e depois.

É muito importante se alimentar
durante a competição

Quem nunca teve “prego de fome”? É como se acabasse a gasolina, a gente fica sem forças e chega a ter tonturas. Isso é porque chegamos ao ponto de hipoglicemia (baixa taxa de açúcar no sangue). Basta comer algo doce que logo já dá para sentir a melhora, porém quando isso acontece em uma competição, o rendimento já era.

Em provas e treinos com mais de duas horas de duração temos a necessidade de repor os carboidratos consumidos durante o esforço. As refeições antes e durante o treinamento ou competição são de grande importância para mantermos o rendimento ideal. Quando comecei a correr, levávamos chocolate nos treinos e competições. Resolvia, mas não era o ideal. Depois passei a levar frutas como bananas, laranja e maças, além de pãozinho com queijo e goiabada embrulhado no papel alumínio.  Hoje existem diversos tipos de repositores energéticos em gel, barras ou pó para dissolver na água da caramanhola.


REFEIÇÃO PRÉ-COMPETIÇÃO

Devido ao repouso noturno, as reservas de glicogênio hepático ficam diminuídas. Para repor, como também manter o açúcar sanguíneo em níveis normais, torna-se essencial o consumo de uma refeição ou de um pequeno lanche, antes do exercício, evitando assim a ocorrência de quadros hipoglicêmicos que causam vários sintomas e prejudicam a performance, evitando com que se tenha fome antes ou durante o exercício, e fornecendo energia para o trabalho muscular durante a competição.
Na noite anterior à competição, consuma carboidratos (massas, batata, arroz) para aumentar suas reservas.



COMPETIÇÕES PELA MANHÃ

O ideal e acordar um pouco mais cedo e tomar uma café da manhã bem reforçado cerca de 2h30min a 3 horas antes da largada, com cereais, pão, iogurte. Em competições muito longas, como em voltas ciclísticas com etapas de mais de 200 km, pode-se comer inclusive um prato de espaguete apenas com azeite de oliva, sem molho.
Se não está acostumado à desjejuns mais caprichados, faça seu café da manhã, um pouco mais leve, 1h30 à 2h antes do evento. Sugestão: leite magro, cereal matinal, uma banana.



COMPETIÇÕES A TARDE

O almoço deve ser feito 3-4 horas antes do evento. Procure não exagerar, não comer alimentos que não sejam de sua rotina, evitando alimentos gordurosos e ricos em proteínas e prefira alimentos ricos em carboidratos.


REFEIÇÃO DURANTE OS TREINOS OU COMPETIÇÃO

Durante as provas procure manter-se hidratado, a quantidade de líquido irá variar se faz frio ou muito calor, mas procure beber em pequenas quantidades e constantemente, assim você não sobrecarrega o estômago e tem uma melhor absorção, mas não espere para ter sede, beba antes disso. Esses líquidos podem ser somente água ou isotônicos, como costume eu sempre levo uma caramanhola de cada e vou bebendo um pouco de cada uma. Também pode-se acrescentar malto-dextrina na água e já auxilia na alimentação. Hoje existem suplementos de carboidratos em gel que fornecem energia e nos mantém com o rendimento estável, porém quando as provas são muito longas, chega um ponto que sentimos um vazio no estômago, e é nesse momento que entra o velho e bom pãozinho com goiabada que pode ser levado no treino ou prova embrulhado no papel alumínio. Frutas como a banana também são ótimas para levar no treino pois, além de alimentar, possui potássio que ajuda na prevenção de câimbras. Não exagere na quantidade de gel de carboidrato, pois não é a quantidade que irá garantir o seu desempenho, mas sim o equilíbrio. Cada grama de carboidrato necessita em torno de 4 a 5 ml de água para ser absorvido, então, sempre que tomar um gel, beba água junto. Também não faça testes no dia da prova, prove a sua alimentação durante os treinos para não ter problemas de adaptação.


REFEIÇÃO PÓS-COMPETIÇÃO

Muitos atletas negligenciam a refeição pós–exercício, no entanto é de fundamental importância pois é ela que determinará quanta energia você terá na próxima sessão de treino e competição.

Nas duas primeiras horas após o exercício, o corpo torna-se mais eficiente para absorver e armazenar energia nos músculos, isso porque esses se apresentam mais receptivos à reposição de glicogênio.

Assim que terminar a competição ou treino deve-se iniciar a reposição através de fontes alimentares ricas em carboidratos, proteínas, vitaminas, minerais e líquidos.

O ideal é conversar com um nutricionista que poderá orientá-lo melhor. Bem alimentado e bem hidratado, os resultados serão sempre melhores.

Bom pedal!


Conta pra Gente: curtiu as nossas dicas?

Deixe sua opinião sobre o que gostaria de saber sobre ciclismo!!! 





A STRONG LIFE - quem somos?

Nós somos a Strong Life roupas para ciclismo. No mercado de vestuário esportivo há mais de 15 anos, no ano de 2015 surgiu a STRONG LIFE - ROUPAS PARA CICLISMO, para atender o mercado de Roupas para Ciclistas e Uniformes Esportivos em Geral.

Produzimos Roupas de Ciclismo masculinas e femininas, e Uniformes Personalizados para Grupos, com um design moderno, modelagens perfeitas e anatômicas, e com o que há de melhor em Tecnologia e acabamento, para você ciclista, que deseja o melhor para os seus momentos de pedal.





whatsapp: 54.98418.7167 (ou clique no link) https://api.whatsapp.com/send?phone=5554984187167

Instagram: @STRONGLIFE.UNIFORMES




#ciclismo #roupasparaciclismo #roupadeciclismo #camisaciclismo #bretelle #macaquinhociclismo #roupaparapedalar #camisadeciclismo #uniformedepedal#pedalar #praquempedala #mulheresquepedalam #elasnopedal #mtbbrasil #mtb #pedalbruto #pedalanordeste #prefiropedalar #eusouciclista #pedalnaveia #borapedalar #pedalamenina #mulheresquepedalam



Matéria publicada na coluna Ciclismo a Fundo da Revista Bike Action – 0utubro/2011

https://www.pedalafloripa.com/2012/11/dicas-de-alimentacao-ciclismo.html

Fonte: Alimentação durante as provas de ciclismo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sedentarismo: um problema que mata 5 milhões de pessoas por ano

Sedentarismo: um problema que mata 5 milhões de pessoas por ano Saiba o que é sedentarismo, seus riscos e o que fazer para uma vida mais saudável "O sedentarismo é definido com a falta ou diminuição da atividade física, provocando uma queda do gasto energético diário do indivíduo”, explica Chiara Brandão, cardiologista especializada em medicina do exercício e do esporte. Em números, ela esclarece que, em maior ou menor grau, pode ser considerada sedentária qualquer pessoa que não realize exercícios físicos aeróbicos vigorosos três vezes por semana, ou exercícios moderados cinco vezes por semana. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, 150 minutos de atividades físicas por semana seriam o suficiente para tirar uma pessoa do sedentarismo e da zona de risco das doenças associadas a ele. Parece muita coisa? Isso ocorre porque, ao longo do processo evolutivo, nosso corpo se desenvolveu para realizar bastante movimento, pois era isso que garantia nossa sobrevivência. Nã

DICAS PARA PEDALAR NO INVERNO - STRONG LIFE Roupas para Ciclismo

Os médicos garantem: a estação mais fria do ano favorece a queima de calorias e a perda de peso                 O frio chega e a vontade de fazer exercícios some. A disposição dificilmente vence a briga com o termômetro quando as temperaturas caem. O resultado é uma correria danada nos próximos  meses para compensar o tempo de preguiça. E o que você nem desconfiava: você está desperdiçando o melhor período do ano para ganhar saúde e dar um gás no emagrecimento.                       Foto: Cybiker   Confira quais são os 15 principais  motivos que precisam ser lembrados na hora de abandonar o edredom e sair para pedalar.   1-Mantenha  o corpo hidratado. Sempre. Mesmo no inverno o seu corpo necessita de líquido. 2-Agasalhar-se bem. Não corra riscos de ficar gripado após os seus exercícios.              Foto: syla_przylsk   3- Fazer exercício é preciso,  m as acordar de madrugada, não. Opte por horários menos frios. Sair um pouquinho mais tarde

DICAS PARA PEDALAR NO FRIO - STRONG LIFE

DICAS PARA PEDALAR NO FRIO - STRONG LIFE " O frio não é desculpa para não sair para pedalar, principalmente se o tempo estiver seco, sabendo algumas dicas e praticando, a pedalada pode se tornar até mais gostosa do que naqueles dias de calorão do verão. O calor é bom, mas quem reside no sul do Brasil pode se considerar um privilegiado, porque pode pedalar e conhecer paisagens diferentes nas quatro estações do ano. O Importante é saber desfrutar das vantagens do clima de cada estação, que na região sul são mais definidas. No frio você tem outras maneiras de controlar a temperatura, outras paisagens para apreciar, outras frutas para degustar, outros cuidados para tomar.   Estas dicas não são definitivas, considere como sugestões, e tire as próprias conclusões, adapte as ao teu tipo de pedalada, use a dica que mais você gostou. Mesmo que você seja um ciclista experiente, acostumado a pedalar no frio, que tenha bom equipamento, sempre pode aprender ou lembrar de algo qu

7 coisas fáceis de fazer para tornar-se um ciclista mais rápido

7 coisas fáceis de fazer para tornar-se um ciclista mais rápido Algumas mudanças simples nos seus hábitos e estilo de vida podem torná-lo um ciclista muito mais rápido. Frequentar uma academia, cortar calorias, reduzir a ingestão de líquidos açucarados e adotar algumas rotinas específicas de treinamentos são algumas delas. Listamos as 7 mudanças mais significativas. Contamos com a colaboração de pesquisas, nutricionistas, treinadores e atletas para elencar estas dicas. Aproveite! Elas valem ouro. Beba leite desnatado Você já sabe que você precisa de proteínas para construir os músculos após um treino duro. Isto não é novidade para nenhum ciclista. Um estudo canadense com 56 praticantes descobriu que aqueles que bebiam leite desnatado antes e após o treinamento construíam tecidos musculares mais magros e mais rapidamente do que aqueles que beberam bebidas de proteínas de soja. Torna-se uma bebida perfeita pós treino. Mistura uma xícara de café expresso para dar uma injeção

PORQUE USAR BRETELLE PARA PEDALAR?

  PORQUE USAR BRETELLE PARA PEDALAR?  QUAL A DIFERENÇA ENTRE BRETELLES E BERMUDAS? VOCÊ SABE? BRETELLE PARA CICLISMO Conforto. O bretelle é um equipamento imprescindível para qualquer praticante e não é à toa que se popularizou tanto. Torna o pedal mais confortável, apresentando forro e modelagem justa ao corpo, proporcionando maior liberdade de movimento. Há quem diga que, após experimentar um bretelle de ciclismo, ninguém volta para a bermuda de ciclista. Mas, por outro lado, é comum encontrarmos pessoas que não se adaptam ao bretelle e, portanto, não abrem mão do uso da bermuda. Você sabe qual é a diferença entre essas duas vestimentas para ciclistas e qual se adapta melhor ao seu pedal? Continue lendo esse post para entender melhor sobre esse assunto. Bretelle ou bermuda, qual é melhor? O bretelle, nada mais é que uma bermuda com alças, quase parecendo um suspensório. Seu uso é recomendado para aqueles ciclistas que sentem o elástico da bermuda apertado no quadril ou sentem dores n

PARA QUE SERVE A BANDANA DE CICLISMO?

 PARA QUE SERVE A BANDANA DE CICLISMO? Talvez você não saiba, mas ela é um acessório indispensável para quem pedala. Ela protege diretamente o seu couro cabeludo contra queimaduras solares e sujeira que possa ser projetada na sua direção. A forma mais comum de se utilizar a  bandana  é na cabeça, mas outras maneiras também auxiliam o  ciclista. Primeiramente é bom lembrar que a bandana exerce seu papel principal, entre os esportistas, como barreira de pó e também para absorver o suor. Para quem pratica ciclismo em climas quentes ou muito frios, a bandana se torna algo de grande utilidade.  1- NO CALOR Naqueles momentos de longas pedaladas o que mais incomoda é o fluxo gotejante de suor que cai em direção ao rosto e quase sempre prejudica nosso conforto de visibilidade pela irritação que causa nos olhos. A bandana tem sido um dos acessórios prediletos tendo em vista a proteção do cabelo contra poeira, detritos e insetos, mas também por exercer uma barreira contra o suor para o interior